Claro cobra na Justiça R$ 8,8 milhões de emissora de Valdemiro Santiago


Valdemiro Santiago é líder e fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus
Valdemiro Santiago é líder e fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus

A operadora Claro está processando a TV Mundial e cobrando cerca de R$ 8,8 milhões em dívidas referentes ao aluguel de um canal (ou banda) do seu satélite StarOne C2.

Segundo informações do UOL, é por meio do canal do satélite que a TV de Valdemiro Santiago chega a todo país. De acordo com a ação obtida pelo UOL, o contrato foi assinado em 20 de maio de 2018.

O documento determinava que a TV Mundial pagaria R$ 560 mil mensais pelo aluguel de uma banda do satélite. A duração do contrato era de 36 meses.

Em dezembro de 2018, porém, a TV de Valdemiro já estava em atraso, segundo a ação. A empresa afirma que, nesse momento, a igreja deveria ter desligado sua transmissão via satélite.

“Caberia à ré proceder à imediata suspensão da transmissão do sinal ao satélite da autora, haja vista que rompido os laços obrigacionais existentes entre as partes”, diz a operadora.

A Claro explica que a transmissão é feita do solo para o satélite, que apenas reproduz o sinal enviado e que o equipamento em órbita não tem condições de rejeitá-lo ou interrompê-lo.

Portanto, como firmado em contrato, no caso de não pagamento ou falência da TV, cabia à Mundial cessar a transmissão.

Porém, a operadora diz que as transmissões continuaram até pelo menos junho de 2019.

Nesse período, a Claro ainda tentou receber os valores devidos amigavelmente. Já a igreja de Valdemiro fez uma contraproposta de r$ 1,897 milhão divididos em 36 parcelas.

Em novembro de 2019, o valor atualizado da dívida era, segundo a Claro, de R$ 8,8 milhões. Não há prazo para o fim desse processo.

A Igreja Mundial, disse, ao UOL, que ainda não foi notificada a respeito.

Folha Gospel com informações de TV Jornal



Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais