Como posso ter esperança em tempos difíceis?

Eu entendo. Eu entendo como é difícil ser positivo, manter o foco e a fé quando a vida exige muito de nós. Viver pode ser desafiador. O desafio é contínuo. E a vida nem sempre é agradável.

 

Eu entendo como é difícil manter uma visão clara quando todas as evidências e todos os eventos da vida, se acumulam, exigindo nossa atenção, esgotando nossa energia e atrasando nosso tempo. Eu entendo como essas pequenas coisas enfraquecem nossa esperança e, às vezes, pode parecer que elas estão nos impedindo de progredir em direção aos nossos objetivos. E vejo como, com o tempo, essas pequenas coisas podem se transformar em uma espécie de miséria, um tédio, causando sentimentos depressivos ou, em alguns casos, desesperança.

 

Chegar a este ponto sempre me lembra que uma sessão de cura é necessária. Apesar de minha vasta experiência em trabalhar com energia sob as leis da atração, vibração, causa e efeito, posso facilmente ficar perplexo quando minhas experiências de vida atuais causam ansiedade. Faz parte da minha realidade e as situações que me fizeram sentir assim estão impedindo meu avanço. Isso me frustra, me deixa irritado e não quero ficar nessa situação, então espero que isso vá embora.

 

E por isso me lembro que validar meus sentimentos é uma dádiva, e reconheço a importância da contemplação para entender a origem desses sentimentos. Alguns chamam isso de contemplação, ou uma viagem através da alma para o desconhecido. Essas viagens têm o potencial de nos alterar porque pegamos a baixa energia e a convertemos em algo que nos reanima com nossa paixão.

 

A raiva que se segue ao meu desespero me leva de volta às minhas paixões, às coisas que me preocupam, que são importantes para mim e que eu valorizo. Minha raiva me diz que estou conectado a algo que está me desafiando dizendo o quanto preciso investigar os motivos de minha raiva. Essa raiva é uma energia intensificadora de vida que desperta minha necessidade de salvaguardar os meus sistemas de valores. Eu me permiti engajar ou aceitar situações, coisas ou acontecimentos que há muito não se alinhavam aos meus valores. Minha orientação interna estava comprometida e, como resultado, me sentia esgotada.

 

Foi dito uma certa vez que você tem que deixar as coisas machucarem você para que elas também possam lhe curar. Por isso devemos aceitar, permitir e abraçar os momentos sombrios, por conta do conhecimento que eles trazem consigo, uma vez que as transformações são muito bonitas e muitas vezes trazem paz, amor, aceitação e companheirismo. Esses tempos de dificuldade me conectam profundamente com a essência dos meus desejos, sonhos e visão para a minha vida, e esta é a energia que me impulsiona para frente com propósito e paixão.

 

Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais