Convenção Batista Carioca emite nota após presidente participar de evento político com Lula


Pastor Sérgio Dusilek durante evento político de evangélicos com Lula. Foto: Reprodução
Pastor Sérgio Dusilek durante evento político de evangélicos com Lula. Foto: Reprodução

Em agenda pelo Rio de Janeiro, o ex-presidente Lula esteve na manhã da última sexta-feira (09) em encontro com os evangélicos no município de São Gonçalo (RJ). O local escolhido para o ato foi o ginásio do antigo Clube Tamoio.

Lideranças evangélicas subiram ao palco para falar da realidade do país. Logo, o pastor Sérgio Dusilek, presidente da Convenção Batista Carioca (CBC) manifestou seu posicionamento pessoal durante o evento partidário.

Antes de tudo, ele parafraseou o texto bíblico de Miquéias 6:10. “Ainda se encontram nos cofres dos ímpios, as escrituras da impiedade, e em suas mídias, as Fake News que detesto diz o Senhor Deus”, inicia o pastor, o seu discurso.

A seguir, ele disse que a igreja evangélica precisa pedir perdão ao Lula. “Presidente Lula a igreja evangélica tem que pedir perdão ao Senhor. A igreja tem que pedir perdão ao presidente Lula. O Senhor não foi só alvo da injustiça do judiciário brasileiro, o Senhor tem sido alvo da injustiça do clero brasileiro”, declarou o presidente da CBC.

O vídeo do evento foi divulgado em grupos de Whatsapp e redes sociais, e gerou repercussão entre lideranças cristãs evangélicas, membros de igrejas Batistas do Brasil e outras denominações protestantes.

Repercussão

Em vídeo, que já apresenta 26 mil visualizações no YouTube, publicado no último sábado (10) o pastor Batista carioca, Cláudio Barrozo, manifestou seu posicionamento a respeito da fala de Sérgio Dusilek.

“Ele (…) não tinha o direito de faze-lo sobre o título de presidente da CBC, como foi apresentado, ele deveria ter na primeira fala, declinado desta posição e informado que o discurso que faria não representava os Batistas mas o fazia no seu próprio nome”, disse Barrozo.

“Para representar os Batistas seja em âmbito municipal, estadual ou brasileiro o presidente deve estar obediente a decisão tomada pela convenção em assembleia, o que não aconteceu”, concluiu o pastor.

A Convenção Batista do Estado de São Paulo (CBESP) também emitiu nota de repúdio com o ocorrido, pois o “pronunciamento não representa a opinião dos Batistas Brasileiros”.

Nota de Esclarecimento – CBC

Em nota divulgada no último domingo (11), a diretoria da Convenção Batista Carioca (CBC) reafirmou sua defesa entre a separação de igreja e estado.

“A Convenção Batista Carioca ‘não apoia, nem indica, nem toma partido de qualquer candidato a cargo público, ou ainda, não referenda qualquer corrente político-partidária.’”

“Lamentamos que essas falas tenham causado dúvidas sobre a representatividade da CBC e sobre o compromisso que temos com os princípios batistas.”, diz nota.

“Reforçamos o princípio batista da liberdade de consciência e de religião de cada indivíduo”, continua.

Em conclusão a nota afirmou respeito com o Estado Democrático de Direito, e com aqueles que “contribuem para uma sociedade melhor”, “com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros” (João 13:35).

Leia a íntegra da nota de esclarecimento abaixo:

A diretoria da Convenção Batista Carioca (CBC) vem a público, por meio desta nota oficial, esclarecer os últimos acontecimentos ocorridos.

Sexta-feira, dia 09/09/22, o Pr. Sérgio Ricardo Gonçalves Dusilek (presidente da CBC) manifestou seu posicionamento pessoal em um evento partidário na cidade de São Gonçalo.

Apesar de ter sido apresentado como presidente da Convenção Batista Carioca, seu posicionamento foi de caráter estritamente pessoal, não representando um posicionamento dos Batistas Cariocas. Lembramos que a Convenção Batista Carioca “não apoia, nem indica, nem toma partido de qualquer candidato a cargo público, ou ainda, não referenda qualquer corrente político-partidária.

Lamentamos que essas falas tenham causado dúvidas sobre a representatividade da CBC e sobre o compromisso que temos com os princípios batistas. Lamentamos também as feridas que foram abertas por conta do tratamento dado a este episódio.

Reforçamos o princípio batista da liberdade de consciência e de religião de cada indivíduo. Cada pessoa deve exercer sua liberdade individual e sua livre consciência. Assim respeitamos e defendemos o direito de todos de expressarem suas opiniões, suas ideias e suas convicções, mesmo que diferentes das nossas.

Reafirmamos nosso respeito ao Estado Democrático de Direito, bem como nossa participação como cidadãos que contribuem para uma sociedade melhor, que todos temos responsabilidades diante de Deus e seus propósitos e precisamos promover nossas convicções, mantendo a paz, a unidade e a tolerância, vivendo o mandamento do amor, marca que sinaliza que somos discípulos de Jesus.

“Com isso todos saberão que vocês são meus discípulos, se vocês se amarem uns aos outros”. (João 13.35)

Diretoria da Convenção Batista Carioca
Presidente – Pr. Sérgio Ricardo Gonçalves Dusilek
1º Vice-presidente – Pr. João Fraga Filho
2º Vice-presidente – Pr. Álvaro Ramon Oliveira
3º Vice-presidente – Pr. Anderson Santos Barreto
1º Secretária – Dra. Elaine Gonçalves Honório David Viana
2º Secretário – Pr. Sebastião Ludovico Santos
3º Secretário – MM Ilazy Idelfonso de Oliveira

Folha Gospel com informações de Comunhão, Convenção Batista Carioca e UOL



Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais