Igrejas queimadas e cristãos assassinados em Mianmar


Igreja cristã destruída pelo fogo (foto representativa)
Igreja cristã destruída pelo fogo (foto representativa)

Pouco depois do ataque à igreja Thantlang Baptist Church pelo exército birmanês, outra igreja, conhecida como Believers Church, também na cidade de Thanglang, foi queimada e devastada no dia 23 de junho. Depois disso, novos ataques atingiram o país. A junta militar que governa Mianmar desde o golpe em 2021 já queimou 12 igrejas cristãs apenas na cidade de Thanglang.

De acordo com o parceiro local Tun Tun (pseudônimo), recentemente, uma igreja local, usada como abrigo para refugiados de Sagaing, Nordeste de Mianmar, foi invadida pela junta militar.

Além dessa invasão, o exército lançou bombas e destruiu a igreja Thadou-Kuki Baptist Church, que também fica em Sagaing. A estrutura do templo, janelas e portas foram severamente danificadas e os militares também levaram o dinheiro da caixa de dízimos e ofertas da igreja.

Violações dos direitos humanos

Os novos ataques transformaram mais cristãos em deslocados internos. Tun Tun lamenta: “Quando essa guerra terá fim? Vivemos como refugiados em terras estrangeiras, os recursos estão escassos e não fugimos por vontade própria, mas por causa da nossa segurança e de nossos familiares. As condições de vida não estão fáceis, alguns arriscam a própria vida para encontrar emprego e só conseguem garantir a alimentação”.

Tun Tun também relatou outra violação da junta militar no dia 23 de junho: “Eles queimaram quatro casas em Sangaing e prenderam quatro jovens inocentes, bateram e atiraram neles. Eles deixaram os corpos no campus da faculdade. Com essas mortes, chega a 11 o número de mortes de cristãos da tribo Kuki Chin”.

Tun Tun é um de muitos cristãos do estado de Chin deslocados pela guerra civil. Ele se sente frustrado e traumatizado e pede as orações da igreja global: “Ore por nós. Há muitos templos e santuários budistas, mas nenhuma bala os atingiu. Da mesma forma, as casas atingidas foram apenas as cristãs, as casas dos vizinhos birmaneses não foram prejudicadas e nenhum birmanês foi morto”.

Fonte: Portas Abertas

SIGA O FOLHAGOSPEL NO INSTAGRAM: @FOLHAGOSPEL



Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais