Justiça ameaça emissoras de R.R. Soares com multa diária de R$ 30 mil


R. R. Soares é líder e fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus
R. R. Soares é líder e fundador da Igreja Internacional da Graça de Deus

A Fundação Internacional de Comunicação (FIC), que controla TVs, rádios e outros veículos do pastor R.R. Soares, está sob a mira da Justiça.

A instituição do líder da Igreja Internacional da Graça foi obrigada pela Justiça do Trabalho a mudar imediatamente o tratamento que dá aos funcionários das emissoras da casa.

Os trabalhadores acusam a emissora de preconceito e intolerância com aparência e orientação sexual, além de gordofobia e assédio moral. A queixa foi feita junto ao Ministério Público. Há queixas também de instalação de câmeras em locais impróprios na RIT TV.

Se a RIT TV descumprir qualquer uma das exigências da Justiça, pode levar multa diária de de R$ 30 mil, mais R$ 1.000 por cada funcionário que mostrar ter sido prejudicado, assediado ou ridicularizado pela direção.

Chance de acordo

Antes de pedir uma ação penal contra a fundação do pastor Romildo Ribeiro Soares, o Ministério Público do Trabalho propôs a ela um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta).

O diretor da RIT TV, Kalled Adib, afirmou que rejeitou o pedido pois “seria uma admissão de culpa”.

O MPT então pediu a abertura de uma ação penal, que foi acolhida pela Justiça. Agora a FIC terá de cumprir obrigatoriamente o que recusou fazer em acordo.

Não há prazo para a conclusão do processo.

A RIT TV e a FIC não se pronunciaram sobre o caso.

Fonte: Ricardo Feltrin – Colunista do UOL



Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais