Os governos mundiais devem ‘parar de fechar os olhos’ para a perseguição aos cristãos


Ccrucifixo sobre sangue (perseguição aos cristãos)
Ccrucifixo sobre sangue (perseguição aos cristãos)

A instituição pela liberdade religiosa Release International, está pedindo ao governo do Reino Unido que lidere o caminho, tomando “uma posição decisiva” contra a perseguição cristã “rapidamente crescente” em todo o mundo.

A Release International disse que os governos mundiais devem “parar de fechar os olhos” ao “massacre” de cristãos.

A chamada ocorre um dia antes de o governo do Reino Unido realizar uma reunião ministerial sobre liberdade religiosa, reunindo mais de 500 representantes do governo e da fé de todo o mundo.

A reunião ministerial está sendo realizada três anos depois que o relatório Truro, encomendado pelo governo, pediu uma ação ousada para lidar com a perseguição cristã generalizada.

Falando antes do encontro de dois dias, o CEO da Release International, Paul Robinson, disse: “Quantos mais cristãos precisam morrer por sua fé antes que os governos de todo o mundo tomem medidas decisivas?

“A Truro Review reconheceu que 80 por cento da violência contra grupos religiosos em todo o mundo é dirigida contra os cristãos. A escala é horrível, e o problema está piorando a cada dia.”

Ele instou o governo a implementar as recomendações do relatório Truro “na íntegra” e torná-lo “uma prioridade clara”.

A Enviada Especial do Primeiro Ministro para a Liberdade de Religião ou Crença (FoRB), Fiona Bruce, acrescentou: “Cerca de 360 ​​milhões de cristãos em todo o mundo sofrem perseguição por sua fé. Em algum lugar do mundo, a cada duas horas, um cristão é morto por sua fé”.

A Release International realizará um seminário no Café da Manhã de Oração Cristãos no Parlamento no primeiro dia da reunião ministerial.

O seminário examinará a crescente violência na Nigéria e na região do Sahel, na África.

O discurso principal será dado por um parceiro da Release International de Burkina Faso que não teve seu nome revelado por motivos de segurança.

“Muitas pessoas tentam dizer que são apenas guerras tribais. Mas o que vemos é a radicalização dos muçulmanos”, disse ela.

“Os jihadistas estão tentando fazer um Estado Islâmico do Grande Saara. É óbvio que este é um conflito religioso.

“Cristãos são mortos na hora. Se você é sequestrado e é crente, não há possibilidade de sobreviver.”

O seminário também ouvirá sobre a situação na Nigéria do arcebispo anglicano de Jos, Benjamin Kwashi.

Em uma mensagem de vídeo, ele diz: “Desde 2001, não menos de 20.000 cristãos foram mortos apenas no estado de Plateau. E o mundo está em silêncio.

“O Boko Haram uniu forças com o ISWAP (Província do Estado Islâmico da África Ocidental) e eles têm um objetivo – islamizar a Nigéria. Seu primeiro alvo é a Igreja.”

A Aliança Evangélica disse que a reunião ministerial deve levar a uma estratégia de longo prazo do Escritório de Relações Exteriores, Commonwealth e Desenvolvimento do Reino Unido para avançar o FoRB.

Danny Webster, diretor de advocacia da Aliança Evangélica, disse: “Na cúpula desta semana, as palavras devem ser combinadas com a ação.”

“Proteger e promover os direitos humanos deve ser a pedra angular da política externa de nosso governo, acordos comerciais e gastos com desenvolvimento no exterior.”

“A liberdade religiosa é fundamental para as sociedades livres e deve estar no centro da ação do governo em todo o mundo”.

Folha Gospel com informações de The Christian Post



Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais