Pastor proíbe igreja de cantar músicas de Kleber Lucas e Leonardo Gonçalves


Comunidade Shalom Filadélfia, liderada pelo pastor Neto Curvina (Imagem: Instagram da Comunidade Shalom Filadélfia)
Comunidade Shalom Filadélfia, liderada pelo pastor Neto Curvina (Imagem: Instagram da Comunidade Shalom Filadélfia)

O pastor Neto Curvina, líder da igreja Comunidade Shalom Filadélfia em São Mateus (MA), publicou uma nota polêmica em seu Instagram nesta terça-feira (22).

Na publicação destinada aos obreiros de sua denominação, o pastor proíbe que as músicas de Leonardo Gonçalves e Kleber Lucas sejam cantadas dentro do templo ou em eventos da igreja.

O boicote aos cantores gospel acontece depois de eles se posicionarem politicamente alinhados à esquerda.

A nota do pastor Neto Curvina ainda diz que essa orientação será revogada a qualquer tempo, caso os cantores se convertam e se reconciliem publicamente.

O comunicado é assinado pelo pastor Neto Curvina, presidente da Comunidade Shalom Filadélfia desde 2006; pastor Raimundo Cardoso; e o missionário Karllos Augusto.

Leia a nota na íntegra:

“Caríssimo irmãos e ministério. 

Venho por meio deste, na condição de lider espiritual do rebanho desde 2006, orientar a todos os irmãos, lideres de ministérios e obreiros em geral, que hinos de autoria dos senhores Kleber Lucas e Leonardo Gonçalves não deverão mais ser executados nas dependências, trabalhos e eventos da igreja.

Essa medida visa cumprir a Palavra de Deus em seus aspectos normativos constantes nas seguintes passagens e demais:

I Corintios 5:11

Il Corintios 6:14-16

Isaias 5:20

Timóteo 6:10 Provérbios 185

Está orientação poderá ser revogada a qualquer tempo mediante a conversão ou reconciliação pública dos mesmos

Chega de apostasia em nossos templos. Temos contas a prestar ao Senhor da obra.

Em Yeshua Nosso Senhor

Soão Mateus do Maranhão 22 de novembro de 2022

Pr Neto Curvina

Pr Ramundo Cardozo Missionario Karlos Augusto”

Fonte: Fuxico Gospel



Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais