Pastor Ricardo Gondim diz que homossexuais devem ter orgulho gay


Pastor Ricardo Gondim
Pastor Ricardo Gondim

O pastor Ricardo Gondim, da Igreja Betesda de São Paulo, disse em uma pregação recente que homossexuais deveriam ter orgulho de serem gays e dar um basta nos cristãos que não aceitam a prática. O trecho da ministração foi publicado em suas redes sociais nesta semana.

No vídeo, Gondim, que anunciou em junho que a Igreja Betesda se tornou uma denominação inclusiva, isso é: vai se adaptar a uma teologia diferente para atender os LGBTs, prega sobre autoconfiança.

“Chega! Chega desse papinho piedoso de crente que diz: ‘Eu te amo, mas odeio o seu pecado’, para! Está na hora do homossexual ter orgulho gay, se levantar e dizer: ‘Eu não devo nada a ninguém, eu sou quem sou’”, disse ele no vídeo.

Ele continua: “É bom a gente se ver de fora, porque às vezes a gente está em uma crise de autoafirmação ou identidade, se sentindo um lixo, e alguém tem que olhar de fora e dizer: ‘Você não é um lixo, você não é um promíscuo, você não é um pecador, você é uma pessoa amada por Deus’. E quando ouvimos isso, de um olhar de fora, a gente cresce na nossa autoestima”, finaliza.

Na legenda do vídeo, Gondim citou uma declaração de Martin Luther King para confirmar sua declaração.

“Se soubesse que o mundo se desintegraria amanhã, ainda assim plantaria a minha macieira. O que me assusta não é a violência de poucos, mas a omissão de muitos. Temos aprendido a voar como os pássaros, a nadar como os peixes, mas não aprendemos a sensível arte de viver como irmãos”, citou ele.

Após a publicação do trecho nas redes sociais, Gondim foi bastante aplaudido por seguidores. Muitos parabenizaram a coragem do pastor em pregar sobre o assunto: “Coisa mais linda de se ver, pastor! Que o Senhor te dê forças para resistir aos ataques dos fariseus e que você alcance mais e mais almas com a palavra de Amor!”, comentou um seguidor.

“Igreja inclusiva”

A Igreja Betesda de São Paulo se tornou uma denominação inclusiva. O anúncio foi feito por Gondim em um culto no final de junho. A novidade, no entanto, não deixou os fiéis da igreja tão surpresos, já que Ricardo Gondim já vinha fazendo publicações nas redes sociais em favor da causa gay.

Em maio, por exemplo, Gondim usou as redes sociais para defender os homossexuais e os transgêneros, que segundo ele, são pessoas que “sofrem, com discriminação, repúdio e exclusão”.

Além disso, ele já afirmou que a homossexualidade não é pecado. E tentou justificar sua tese em passagens de livros da Bíblia:

“Leio textos em Levíticos e Romanos a partir do contexto de práticas religiosas pagãs e não da proibição do amor entre pessoas do mesmo sexo”, escreveu. “Pastores e igrejas perdem inúmeras pessoas lindas por elas virem de fora das normas culturais. Por outro lado, acolhem fariseus moralistas, imorais e violentos”, afirmou.

Fonte: Portal do Trono

SIGA O FOLHAGOSPEL NO INSTAGRAM: @FOLHAGOSPEL



Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais