Pastores levam o Evangelho para cidade conhecida pela bruxaria nos EUA


Guy e Tana são pastores da Cross Life Church
Guy e Tana são pastores da Cross Life Church

O cinema e a história contam sobre “as bruxas de Salém”, uma cidade em Massachusetts, nos Estados Unidos, conhecida pelo forte movimento de feitiçaria. Foi nesse contexto que um casal de pastores atuou pregando o Evangelho e alcançando pessoas com o amor de Cristo.

Guy e Tana Miller, plantaram a Remix Church em Salem em 2011 e contaram suas experiências com bruxas e satanistas em participação no The Playing With Fire Podcast.

O ministério do casal surgiu depois que Deus abriu seus olhos para a necessidade espiritual daquela cidade. “Fiquei chocado ao descobrir que havia apenas alguns, muito pequenos mas fiéis, evangelismos acontecendo”, disse Guy. “Não havia muitos testemunhando o Evangelho em Salem.”

Tana disse que “Deus falou claramente” para o casal ir a Salem. Quando chegaram à cidade, perceberam que havia muita barreira ao Evangelho, especialmente por pregadores que falavam contra a bruxaria e o pecado, mas da forma errada.

Por isso, o primeiro objetivo dos pastores foi criar relacionamento com os moradores de Salem. Eles começaram a conhecer as pessoas e fazer amizades improváveis — desde travestis a feiticeiros.

Guy e Tana acabaram se tornando vizinhos da bruxa oficial de Salem e conseguiram se aproximar dela. “Queríamos conhecer a todos, amar a todos e conhecê-los de perto, independentemente do que eles acreditassem”.

Os pastores disseram que seu objetivo em Salem não era atingir a comunidade de bruxos de forma específica, mas ministrar à cidade como um todo. “Durante todo o tempo em que estivemos lá, Deus nos colocou em Salem para plantar sementes”, disse Tana.

Por outro lado, Guy e Tana conseguiam sentir o peso espiritual da cidade. “Esta foi a primeira vez em nossa vida ministerial em que eu acordava no meio da noite e sentia algo maligno e tinha que orar por isso”, revelou Tana.

Tana destacou que a feitiçaria em Salem é “definitivamente real” e que os cristãos precisam ser sábios e vigilantes. No entanto, isso não deve gerar medo nos seguidores de Jesus enraizados na verdade.

“Em primeiro lugar, não é perigoso para nós, porque temos o poder dos nossos testemunhos e do sangue de Jesus”, disse Tana.

Guy acrescentou que Deus não é ameaçado por nenhuma dessas práticas e lembrou que a Bíblia já preparou os cristãos para a guerra espiritual, em Efésios 6, dando à Igreja o poder de triunfar sobre as guerras espirituais.

Fonte: Guia-me com informações de Faithwire



Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais