Silas Malafaia diz que está orando para travar as urnas por oito horas na eleição


Pastor Silas Malafaia pregando na sua igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo
Pastor Silas Malafaia pregando na sua igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo

O pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL), disse, em um culto, que está orando para que as urnas eletrônicas fiquem paralisadas por oito horas no dia das eleições caso haja o que ele chamou de “fraude eleitoral”.

O líder religioso voltou a dizer que se o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vencer as eleições irá fechar igrejas —o que já foi negado pelo PT, que entrou na Justiça contra o deputado federal e pastor Marco Feliciano (PL-SP) por causa da disseminação deste boato.

“Eu tô orando, e eu quero que você concorde. Eu disse lá na Apoteose, diante do presidente da República: se tentarem roubar essa eleição e fraudar, em nome de Jesus, esse sistema vai ser travado. Vai ficar travado por pelo menos oito horas, que ninguém vai conseguir destravar. Aí vai ter que ter uma outra eleição. Essa é a minha oração”, disse.

A declaração do pastor foi um dos assuntos mais comentados na internet e dividiu a opinião dos internautas.

Malafaia também criticou evangélicos que, segundo ele, agem com “paixão” na eleição.

“Eu fico vendo o povo de Deus, por paixão, como se fosse time de futebol… Por paixão… Que paixão porcaria nenhuma. Eu tenho princípios e valores e tô de olho. E tô de olho nessa questão com qualquer candidatura”, declarou.

UOL Confere já mostrou que nunca houve fraude comprovada nas eleições brasileiras desde a adoção das urnas eletrônicas. Tanto Bolsonaro como seus apoiadores falam que o modelo não é seguro, mas não citam provas ou quaisquer indícios de problemas no sistema eleitoral.

Depois de falar sobre a paralisação das urnas aos fiéis, Malafaia fez uma oração, pediu que Deus “tenha misericórdia” do Brasil e “pelo menos oito horas para que a verdade se estabeleça”. O trecho do culto foi publicado no YouTube do pastor ontem.

No discurso aos fiéis, Malafaia afirma que não fala de fraude envolvendo autoridades, mas sim hackers. “Os caras invadem o sistema do Pentágono, mais seguro do mundo, não vão invadir a urna eletrônica?”, questiona.

As urnas eletrônicas passam por uma série de procedimentos de auditoria e fiscalização antes das eleições, para garantir a segurança do sistema.

Fake news de igreja

Ao longo do discurso, Malafaia também criticou Lula e disse, sem citar o petista, disse que há governos que, se eleitos, vão fechar igrejas. Ele, no entanto, não explicou quais governos são esses.

“Ficamos chocados quando comunistas ímpios rasgam a bíblia e tacam fogo nela. E quando os crentes rasgam a bíblia de seus corações, que apoiam gente que nos odeiam e odeiam nossos fundamentos e princípios? Estão queimando bíblia, estão fechando igreja, mas estamos votando em gente que apoia governos que fecham igrejas”, disse o pastor.

O boato sobre fechamento de igrejas tem sido propagado por diferentes apoiadores de Bolsonaro. A campanha do PT nega a informação e lançou um texto rebatendo as notícias falsas.

“Lula é cristão, nunca fechou nem vai fechar igrejas”, diz o título do texto, que também destaca medidas tomadas pelo governo petista em favor da comunidade evangélica. Uma delas foi a criação do dia da Marcha para Jesus.

Malafaia disse ainda que já votou em Lula, mas que, à época, o petista não tinha acusação por corrupção. O pastor, no entanto, não citou que os processos contra o ex-presidente foram anulados.

Por que votei? Vem do Nordeste, é pobre, pode resgatar no nosso povo. E o que eu vi? A diferença entre o discurso e a prática. Estou fora, há 20 anos dei crédito, mas o crédito que eu dei não correspondeu.”. disse Silas Malafaia sobre Lula.

Malafaia também voltou a afirmar que família é formada por “homem, mulher e sua prole, o resto é qualquer porcaria, menos família”.

Folha Gospel com informações de UOL e Fuxico Gospel



Loading...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você esteja bem com isso, mas você pode optar por não participar, se desejar. Aceito Leia Mais